Que influência tem a humidade no conforto da minha casa?

Algo tão imperceptível como a humidade pode ter uma grande influência no conforto dentro de casa. De facto, a Agência de Protecção Ambiental dos EUA (EPA) recomenda um nível de humidade entre 30% e 50% dentro de casa, tendo em conta que a humidade irá aumentar no Verão e diminuir no Inverno.

Além disso, tê-la controlado numa direcção ou na outra também nos ajudará a poupar nas nossas contas de energia.

Viver num ambiente com défice de humidade faz secar as membranas mucosas e a garganta, aumentando o risco de apanhar constipações e gripes.

Portanto, para evitar uma atmosfera excessivamente seca, a temperatura de aquecimento não deve exceder os 20 graus. Além disso, para conseguir uma maior humidade em casa, podemos colocar recipientes de água nos radiadores.

Pelo contrário, viver em excesso de humidade pode tornar a respiração difícil e desencadear alergias respiratórias. Para evitar isto, é aconselhável ventilar todas as divisões da casa, especialmente as casas de banho após o duche e a cozinha após as refeições. Também é importante não secar a roupa dentro de casa e colocar as plantas nos quartos. Além disso, cada pessoa produz 3 a 5 litros de vapor de água por dia, aos quais tudo o resto deve ser adicionado.

No entanto, o controlo da humidade relativa em casa é fundamental não só para a poupança de energia, mas também para o nosso conforto e saúde.

Os peritos da Aldro em eficiência energética ajudam-no a localizar os pontos fracos da sua casa, estudando as instalações e propondo os produtos mais optimizados para a poupança, eficiência e respeito pelo ambiente.

Esta entrada foi publicada em Dicas e Truques com as tags , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

1 + 4 =