Os conceitos básicos da fatura de eletricidade: a potência

Uma fatura de eletricidade é composta por diferentes elementos básicos que devemos conhecer para compreender o que estamos a pagar de forma a utilizar estratégias para a reduzir.

A potência é um desses conceitos essenciais e, por vezes, desconhecidos para muitos consumidores.

Esta é a unidade de medida que determina o número de aparelhos elétricos que podemos ligar em simultâneo à rede elétrica de uma casa sem acionar o interruptor de controlo de potência.

A potência é conhecida como o termo fixo da fatura e é um valor que o comercializador cobra na conta da eletricidade, independente do nosso consumo de energia, dependendo unicamente do valor de potência que contratamos. Por este motivo, é importante conhecê-lo e ajustá-lo às nossas necessidades.

Como posso saber a minha potência contratada?

É um conceito que se reflete na conta de eletricidade mensal.

Se no seu dia-a-dia, ao ligar vários eletrodomésticos de alto consumo, por exemplo, o forno, a máquina de lavar roupa, a máquina de lavar loiça e a placa vitrocerâmica se o seu disjuntor cortar a energia da sua instalação, significa que, nesses picos de consumo, a potência não é suficiente. Contudo, se esses picos de consumo não forem muito frequentes ou se conseguir não usar esses aparelhos simultaneamente, os especialistas da Aldro recomendam que mantenha a sua potência atual. No entanto, se tem uma potência muito alta e não faz uso intensivo de aparelhos de alto consumo simultaneamente, é provável que haja margem para a redução da mesma e, assim, também diminuir essa custo fixo.

Para saber aproximadamente qual a potência que precisa, deve somar a potência dos seus eletrodomésticos que mais consomem e adicionar 1 kW para iluminação e pequenos eletrodomésticos. (No final do artigo anexamos as potências aproximados dos eletrodomésticos). Este resultado deve ser dividido por 3, pois é improvável que você use todos eles ao mesmo tempo.

Potência por eletrodomésticos:

  • Frigorífico: 250 – 350 W (0,250 – 0,350 KW)
  • Microondas: 900 – 1500 W (0,900 – 1,500 KW)
  • Máquina de lavar roupa:1500 – 2200 W (1,500 – 2,200 KW)
  • Máquina de lavar louça:1500 – 2200 W (1,500 – 2,200 KW)
  • Forno: 1200 – 2200 W (1,200 – 2,200 KW)
  • Vitrocerámica: 900 – 2000 W (0,900 – 2,000 KW)
  • Televisão: 150 – 400 W (0,150 – 0,400 KW)
  • Ar condicionado: 900 – 2000 W (0,900 – 2,000 KW)
  • Aquecedor eléctrico médio:1000 – 2500 W (1,000 – 2,500 KW)
  • Aquecedor eléctrico pequeno: 400 – 800 W (0,400 – 0,800 KW)

Por fim, se tiver dúvidas se está a pagar por uma energia que realmente não precisa, os especialistas da Aldro irão ajuda-lo, estudando seu consumo e suas contas de energia, aconselhando-o sobre os produtos e serviços que mais se adequam aos seus hábitos, sempre com o intuito de economizar.

Esta entrada foi publicada em Dicas e Truques com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

sixteen + thirteen =